Há borboletas

que são simplesmente

  : singulares

por ser um mister

de mistério e ousadia

pois carregam em si

o dom de (en) cantar.

 

ana poeta.

 

Beijos Poéticos.

p.s: Este post é dedicado a minha linda amiga Semilia Augusto.



Escrito por ana.






Eu.

 

Um outro eu dorme

no verso das palavras

que fogem pelo ar.

 

 

 

ana poeta.

 

Beijos Poéticos.

 



Escrito por ana.






(I)rreal Adeus.

 

 

No olhar um adeus

que transfigura-se em dor

de sentir teu sangue

tingir o agridoce

[sal]

de tuas lágrimas.

 

ana poeta.

Beijos Poéticos.

 

 

P.S: Para as famílias das vítimas de Realengo, não posso transcrever a dor que deveras sentem, mas que a minha poesia expresse o meu pesar.

 

 



Escrito por ana.






01

 

 

Embevecido

provo deste teu sumo

que  ácido escorre

[pervertidamente]

dos teus lábios carmim.

 

ana poeta.

Beijos Poéticos.

 



Escrito por ana.







A poesia é minha essência.

 





*André.
*Alf.
*Bruno.
*Carmim.
*Dora.
*Esyaht.
*Érika.
*Franciscus e Victor.
*F.Neto.
*J.C.Filho.
*Lino Resende.
*Maria, Maria.
*Moita.
*Mutações.
*Naeno.
*Poeta da lua.
*Rafaela.
*Ricardo Rayol.
*Ruberto.
*Loba.
*Lunna.
*Miguel.


Capa-Dácio Jaegger